Quem escreve

Quem escreve
Mineira, taurina, romântica, cerveja e tattoos.

Nosso Amor







Tanto se foi dito sobre o amor. 

Tantas palavras e letras soltas em melodias e notas para degustação da alma. 

 E o sabor encontrado foi o calor repleto de candura no encontro do nosso olhar, 

logo ali, em uma despedida que se tornou o início de uma história completa e real. 

 Um desejo antigo que como tempo de utopia se tornou realidade. 

 A cada toque a delicadeza das palavras, o dia-a-dia se encarregando 

de tornar tudo tão natural, tão fácil e perfeito. 

 Amor é único. 

Existem variações, contudo o sentido de amor conjugal é 

ímpar e intransferível pois necessita da cumplicidade, gratuidade e a reciprocidade.

O sentimento real é em sua totalidade: uma única presença. 

Não é divisível mas pode ser multiplicado.

 O tempo pára, as lembranças têm delicadeza e perfume, 

contratempos são doces como um banho de chuva de verão. 

 E é pela eternidade que somos levados a viver esse afável encontro que faz 

bem ao espírito e ao paladar. 

 Amor é puro, bom, sublime, terno, ágil, bonito, digno, esplendoroso,

 exige zelo e dedicação, generoso, singular e grato.

 É o nosso AMOR .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo ! Viaje nas letras e sinta-se em casa !